AM 1120 SJP

participe via
whatsapp

41 3058-1120
Rádio Mais > Manhã da mais
Me conte sua história: “como foi aceitar o meu filho gay?” 16 de abril de 2021 - 10:36
(Foto: Reprodução)

No quadro "Me conte sua história", Carol Chab dá voz a mãe que conta como foi o emocionante processo de aceitação do seu filho homossexual. Ouça aqui:


   
"Carol eu fiquei indignada com algumas mensagens de ontem e preciso falar o que aconteceu comigo 
Um dia eu cheguei do trabalho e encontrei um meu esposo chorando de forma tão desesperada que pensei logo que algo de muito horrível teria lhe acontecido. Isso aconteceu ano passado em nossa casa e eu jurei que um de nossos filhos tinha morrido.
Ele estava em choque e não conseguia falar nada além de “meu filho”, eu fiquei em desesperada também, liguei pra todo mundo e ninguém me atendia. Dei um pouco de água para ele beber, ele se acalmou e disse que um dos nossos filhos tinha revelado ser homossexual naquela manhã.
Ele estava enfurecido e disse coisas horríveis, inclusive me contou que expulsou o meu filho de casa falando que preferia ele morto do que gay, ele tinha nojo só de falar essa palavra. Confesso que fui pega de surpresa, também fiquei triste mas ele é meu filho amado, como eu poderia preferir ele morto? Mas acabei concordando com meu esposo em expulsar ele de casa.
Meu filho me ligou chorando, eu fui muito ríspida com ele e disse que o amava, porém não poderia aceitar ele assim, imagina como nossa família iria reagir, pior ainda na igreja. Eu disse coisas horríveis a ele porque todos iriam nos julgar e com razão, a homossexualidade é abominável e inaceitável.
Meu filho foi morar com o rapaz em outra cidade e não tivemos mais contato. Meu esposo sofre com problema renal e o médico decidiu que ele precisava receber um transplante de rim, se não iria falecer. Foi um momento muito difícil, toda a minha família estava fazendo teste de compatibilidade, mas nunca aparecia um doador. Eu estava desesperada!
Até que sem eu saber, o médico me procurou e disse que tinha encontrado um doador compatível, eu fiquei tão emocionada e perguntei quem havia doado, e ele disse que foi o meu filho. 
Eu e meu esposo ficamos em choque, foi muito emocionante o momento do transplante, eu me senti a pior pessoa do mundo. Como eu fui capaz de abandonar o meu próprio filho? Era o momento que ele mais precisava do nosso apoio, meu esposo também se sentiu péssimo.
Passados alguns dias, pedi pra ele ir na nossa casa, ele foi e choramos muito, todos nós pedimos perdão pelo que fizemos e que iriamos aceitar ele do jeito que ele é. Somos uma família, ele é um presente que Deus me deu e eu não posso abrir mão dele.
Carol, esse é meu conselho para o pai que mandou a mensagem ontem, não espere algo ruim acontecer para aceitar seu filho. Ame hoje, viva hoje! A vida é curta demais para se importar com a opinião dos outros, escolha acolher seu bem mais precioso..."


Tags: Carol Chab Rádio Mais Paraná Rádio Mais Manhã da Mais Me conte sua história

Desenvolvido por: