AM 1120 SJP

participe via
whatsapp

4130581120
Rádio Mais > Notícias da Mais
61% dos paranaenses vão presentar os familiares no dia dos pais 05 de agosto de 2022 - 17:16

(Foto: Divulgação)

Um levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) e pelo Sebrae Paraná mostra que 60,8% dos paranaenses têm a intenção de presentear neste Dia dos Pais. O percentual é o mais baixo da série histórica.

O motivo de maior destaque entre aqueles que não vão presentear é o de ter pais falecidos ou ausentes, com 63,5%. Embora a pandemia tenha exercido grande influência na tomada de decisão na hora de comprar o presente no ano passado em grande parte dos consumidores no passado (51,2%), este ano isso mudou. Em 2022, 37,8% são impactados pela pandemia na busca por presentes.

Na hora de comprar o presente, os filhos realizam uma pesquisa de preço: 59% buscam opções na internet e 23,1% preferem ir pessoalmente fazer a compra. Em relação ao local de compra, destaca-se os 35,9% dos consumidores que irão ao comércio, enquanto 31,8% preferem fazer compras pela internet. Lojas de shoppings correspondem a 22,9%.

O pagamento à vista é a preferência dos paranaenses, com um percentual de 60,8%. Compras parceladas no cartão de crédito serão de 21,6% e no vencimento, de 16,7%.

A sondagem mostra que 61,6% dos entrevistados planejam fazer a compra do presente até uma semana antes da data. Há aqueles que vão deixar para a última hora, representado por um percentual de 13,5% que pretendem fazer a compra no mesmo dia. Outros se planejaram com antecedência e já fizeram a compra. 17% compram de 8 a 15 dias antes, enquanto 5,7% adquirem o presente de 16 dias a um mês antes da data.

Os entrevistados também destacaram que a principal influência na decisão de compra é a qualidade do produto, com 32,3%. Na sequência, o preço baixo é o fator decisivo para 23,8%, enquanto 15,7% olham para descontos e promoções. Para 14,8%, a qualidade de atendimento do vendedor é determinante no momento da compra. Os dados apontam que 57,8% reconhecem que as redes sociais têm influência na decisão de compra dos consumidores.

Apesar do contexto econômico conturbado, o valor do presente vai ser maior este ano. A maior parte dos filhos, 36,9%, vai gastar até R$ 100, enquanto apenas 13,6% pretendem desembolsar mais de R$ 200.

Roupas e calçados (50,9%), perfumes e cosméticos (17%) e comidas e bebidas (5,2%) são as principais escolhas de presentes. Apesar disso, os dados apontam que 16,7% dos consumidores ainda não decidiu ou não sabe o que dar de presente.

Relacionados

Desenvolvido por: